quarta-feira, 30 de junho de 2010

O pote é tão transparente que até parece vazio de ideias

"Então e agora? Vais para que curso?"
...

...

...

"Pois ainda não sei, ando a ver..."
Ando a ver, ando a ver, mas só posso ver mais umas semanas (e muito poucas, por sinal). Neste meu acto desesperado, em que estou a evitar constantemente usar a minha capacidade chamada "razão" para fazer uma escolha, dependente do meu "livre-arbítrio", venho falar-vos de um dos meus problemas. Nunca fui boa em escolhas, não é nenhum segredo. Bem, não é nas escolhas em sim, mas no acti de escolher. Sou a indecisão andante. Não sou psicóloga, muito menos de mim mesma, mas acho que esta minha inquietação em fazer opções se prende com a insegurança de optar pelos caminhos piores em vez de os melhores.
É claro que vejo os prós, os contras e os neutros e ainda os outro neutros. Mas nada.
Concretamente, não sei se sigo "Publicidade e Marketing" ou "História". Sim, não tem nada a ver. Preciso da vossa ajuda malta, estou num pote onde não alcanço a tampa, mesmo.
Em P/M gosto muito da componente prática: os ateliers, o estudo do comportamento do consumidor, os estudos de caso... Para além disso, actualmente o emprego parece existir em maior quantidade, no entanto devido à grande popularidade de que está a ser alvo, esta realidade pode muito provavelmente ser alterada. Outro factor que me agrada é a média ser de aproximadamente 15/16 e a minha média digamos que é elevada e não gostaria de a "desperdiçar" (compreendo a vossa indignação, a serio, mas não me julguem pelo egoísmo ok?).

H acho que é assim o campo de saber que mais admiro, causa-me uma imensa curiosidade aprender História. Sinto-me uma pessoa muito mais culta e interessante quando me entrego a esta disciplina, no entanto não sei se o plano de estudos não será excessivamente teórico para mim. Quando me vejo perante muitas opções semelhantes, caio na monotomia e perco o interesse... Mas o que tenho visto é que, mesmo durante o curso me posso dedicar a pólos de investigação variados que até me poderão integrar no mercado de trabalho. O emprego como se sabe é muito escasso nesta área, ainda para mais, eu gostava de seguir ensino secundário. Mas se me destacar pela possitiva pode ser mais fácil encontrar trabalho e quem sabe se as projeções não mudarão, uma vez que muito pouca gente está a concorrer a esta área? Frustra-me um bocadinho é a média ser tão baixa (vá atirem lá as cascas de banana!).

É isto. Não me decido. E sei que provavelmente entro na primeira opção em que me candidate, logo não há o critério "entrar na segunda opção".

Sugestões?

5 comentários:

Eu próprio disse...

Olha, eu acabei marketing e publicidade.
São das areas onde podes trabalhar em muita coisa! aprende-se muito é é bem fixe!
Quanto a historia, tem o seu interesse, mas se andamos mal em emprego, historia é uma porta aberta para o desemprego :S
Boa escolha!

LilianaS. disse...

Querida Joana, pelo que li sinto que apesar de teres interesse por história sentes que P/M é o melhor caminho.
Não te vou dizer para onde deves ir, ninguém deve..

Porque lembra-te:
Seja qual for a decisão que tomes, a escolha é tua e de mais ninguém. Segue o que realmente queres..

Beijinho, Pulga Menina

Missy_FLORescente disse...

Minha linda, matemática é dos cursos mais dificeis, e entras com 10! As engenharias, só aquelas mais direccionadas para saude são as mais altas, e mesmo assim, nada de especial! Falo-te no meu caso. Porque, muitas vezes, os cursos com maior média não são os melhores. Mas aqueles com maior popularidade. Sabias que Medicina é dos cursos mais faceis de tirar? É como Historia...é só enfardar teoria! Mas muitos cursos (claro que têm de haver critérios) com média baixa podem sim ser uma opção! Sabes porquê? Porque no mercado de trabalho estão se a cagar para a tua média do secundário! Eles só vão ver a tua média de curso e ponto! Não tenhas pena de desperdiçar a tua média! E sabes que se algum dia quiseres mudar de curso, tens sempre a média que te dá um alicerce. Coincide APENAS a tua vocação com o que te dá emprego. E o resto é conversa Joaninha, acredita! E vou-te dar uma opinião pessoal (que SÓ deve ser encarada como opinião), P/M dá dinheiro. Ponto! Era uma área ao qual não me importava de seguir! Mesmo tendo marrado muito tempo com as Matematicas e as Biologias. No meu caso, pensei até em mudar para antropologia, porque acho uma área fascinante, mas lá está...A vocação tem de ser aliada à empregabilidade. Tens ainda algumas semaninhas pelo que sei para decidir, e ainda tens a 2a fase, e ainda talvez a 3a. Aproveita o tempo que tens (se bem que já o poderias ter feito) para pesquisar A SÉRIO sobre cada área que te interesse. Porque muitas vezes dizem que têm a empregabilidade X ou Y, e é uma granda tanga, pois só 10% das pessoas conseguem esse lugar. Mas vai mesmo aos sitios das saidas profissionais, fala com pessoas da área e pergunta mesmo quanto ganham :)

bem, pediste ajuda, e eu espero ter ajudado! Sabes que podes contar sempre comigo, se precisares que eu te ajude em algo, seja para ir a algum lado, seja para pesquisa, sabes o meu numero :)

Beijinho, GMDT

"diário gráfico" disse...

Olá Joaninha, há muito tempo que não passava por aqui e agora com este teu desabafo, achei por bem deixar um comentário.

Eu vou contar-te um pequeno não-segredo. Tal como tu, por vezes também me sinto um pouco indecisa. Demorei três anos a perceber qual era o "bichinho" que cá andava e consegui fazer uma escolha, mas isso não me impede de parar e pensar "será que estou a fazer a escolha certa?". Depois penso que sim - sei que é uma escolha pela qual tenho batalhado nos últimos anos. Tal como para o curso de História de que falas, tem uma média relativamente baixa, mas olha que aqui não há que pensar em "desperdiçar" ou não as médias do secundário - são o crédito devidopara aquilo que trabalhaste, sim, mas pensa que não a estás a desperdiçar; de modo algum! É alta, sim, garante-te a entrada nos cursos que queres, sim, mas não te deixes reger só por isso! Tal como disseste, esta escolha também se baseia no teu livre-arbítrio - não deixes que a razão te leve a optar por isto ou aquilo ou no futuro podes perceber que afinal não era bem isto que querias (e é verdade que isto pode acontecer sempre, mas imagina o que é olhares para trás e pensares que fizeste a escolha que gostaste mais e olhares para trás e pensares que fizeste uma escolha que quase parece automatizada). Não te esqueças que o ensino superior não é obrigatório e portanto deves fazer a escolha com que mais te identificas; pensa nas saídas profissionais, sim, é sempre importante - mas não vale a pena tirares um curso só para dizer que o tiraste, não é?

Consigo ver que em ambos os casos tens boas razões que te motivam a escolher e, portanto, não te vou dizer qual o curso mais indicado.

A única coisa que te posso dizer é que enquanto tens tempo, pensa nisso mas não "stresses"! Vais conseguir chegar a uma decisão - investiga um pouco mais sobre estes cursos; vai até às faculdades que os oferecem e procura informar-te sobre os métodos de ensino, as saídas profissionais, et cetera.

Desejo-te muito boa sorte, amiga.
Beijinho*

JOrtiz disse...

Depois diz-me o que escolheste.